BENEFÍCIOS DO USO DE BORNES MOLA

Atualizado: 7 de Jun de 2018

Além da qualidade da conexão, os bornes mola oferecem larga vantagem quando comparados aos a parafuso  – redução no tempo de instalação em painéis elétricos é uma delas.

Se existe um item indispensável para se obter segurança, praticidade, organização e padronização em painéis elétricos é o borne. Entre os seus tipos, existe o borne de passagem, para ligar os componentes do painel aos dispositivos de campo, existe o de fusível, para conferir proteção e feito com diodo, bem como há o de potência, de aferição, entre outros. Seja, porém, qual for a categoria, o borne pode estar em todos os tipos de painéis elétricos, atendendo aos mais diversos segmentos, especialmente industrial, predial e de transportes. E se por si só o uso do borne já é um facilitador para as mais variadas aplicações, sendo à mola, a qualidade da conexão elétrica está garantida.


Mesmo em ambiente onde não exista vibração, a variação de temperatura gera dilatação e contração dos elementos metálicos da conexão, e isso, no caso da conexão a parafuso, torna-se um problema, principalmente com o surgimento do mau contato. As molas, presentes em dispositivos de conexão elétrica de alta qualidade, são feitas de uma liga cromo-níquel austenítico, que oferece elasticidade, excelente resistência mecânica em amplo intervalo de temperaturas e resistência à tração e à corrosão. Além da questão da qualidade da conexão, os bornes à mola também oferecem larga vantagem quando comparados aos a parafuso como, por exemplo, a redução do tempo de instalação.


Custo vs. Benefício


Estima-se que o custo de dispositivos de conexões elétricas – bornes incluídos  – num painel de automação seja de 3% a 5% do valor total do sistema. Olhando pela ótica do custo de aquisição, o montante não parece relevante, mas quando se leva a discussão para o custo total da solução, esses pequenos percentuais podem ter impactos significativos.


Embora o investimento em conexões/bornes em um painel elétrico seja relativamente pequeno, é importante que seja bem feito para que, no futuro, não haja dificuldades mais sérias originadas por má escolha. Não são raros, pois, os casos nos quais paradas de produção têm como causa raiz problemas ligados à instalação elétrica, tais como um fio que se solta e encosta na carcaça do painel, gerando um curto em uma fonte de alimentação que derruba um controlador e parando uma máquina ou um processo.



A consequência é muito ampla e pode acontecer em uma plataforma de petróleo, em uma máquina de envasar bebidas, em um moinho de cimento, etc. Cabe destacar, também, que o passivo maior de ocorrências como essas não é o componente danificado, mas, sim, o tempo de máquina parada, os impactos na própria produção e a perda de matérias-primas.

Os problemas aparentes, como um curto-circuito, ainda que os seus desdobramentos possam trazer consequências danosas à produção, podem ser identificados e corrigidos. Entretanto, o mau contato é, muitas vezes, um problema crônico, silencioso e que pode até não ocasionar uma parada de máquina, mas paulatinamente reduzirá a vida útil dos componentes, simultaneamente transformando energia elétrica em calor – e o aquecimento é um dos maiores inimigos de qualquer equipamento eletrônico.”


Em todos os painéis fabricados por nós da AUTOTEC estão presentes bornes mola, pois entendemos a importância de um produto seguro, confiável e com baixo custo de manutenção. Conheça um pouco mais da empresa em nosso site www.autotecrs.com.br e sinta-se à vontade em nosso espaço virtual!


CONTATOS

R. Everes Augusto Figueiredo dos

Santos, nº 71.

Sapucaia do Sul - RS, Brasil.

(51) 3106-7611

contato@autotecrs.com.br

TRABALHAMOS COM

RECEBA NOVIDADES:

CONTATOS E ORÇAMENTOS